Produtores de Morango recebem certificação federal

O presidente da Câmara, vereador Rodrigo Batistel, e o vereador Eremirton Paraíba estiveram presentes, na manhã da sexta-feira, dia 02, no Parque do Morango, nos limites entre Jarinu e Atibaia, para a cerimônia de oficialização da certificação “Selo de Conformidade da Produção Integrada Brasil”, chancelada pelo INMETRO, que atesta, a nível internacional, a qualidade, o baixo impacto ambiental e, em alguns casos, o total descarte do uso de agrotóxicos na produção da fruta pelos produtores locais.

Além de produtores, representantes da Embrapa – que desenvolveu e introduziu as pesquisas e normas que possibilitam a certificação, representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, secretários municipais de Agricultura, Saulo Pedroso prefeito de Atibaia, a prefeita de Jarinu Eliane Lorencini, e os vereadores Eremirton Paraíba e Rodrigo Batistel.

Aos presentes, o presidente da Câmara jarinuense parabenizou os envolvidos na conquista e expressou sua felicidade pelo avanço tecnológico que os produtores atingiram. “Hoje vivemos em uma sociedade que está em constante mudança, as pessoas, os consumidores, procuram produtos mais saudáveis. Essa preocupação chegou aos produtores que estão, agora, recebendo o certificado de que seu produto é ótimo para o consumo”, comemorou Batistel, que o selo também atesta a preocupação com o meio ambiente e “com as famílias de todos envolvidos na cadeia de produção da fruta”.

“Hoje vivemos em uma sociedade que está em constante mudança, as pessoas, os consumidores, procuram produtos mais saudáveis. Essa preocupação chegou aos produtores que estão, agora, recebendo o certificado de que seu produto é ótimo para o consumo”, comemorou Batistel

PIMo

A Produção Integrada do Morango, é um processo que oferece alternativas ao sistema convencional de produção, que tem com o objetivo principal, a racionalização do uso de agrotóxicos, o estimulo do equilíbrio do ecossistema e manutenção da qualidade e a segurança dos produtos. É um programa coordenado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, com certificação chancelada pelo INMETRO, e que conta com o apoio da Embrapa e de instituições de pesquisa, ensino e extensão para seu fomento, desenvolvimento técnico e formação de multiplicadores envolvidos no processo de conversão do sistema convencional para o sustentável.