Jarinu rebe certificado “Verde” por reciclagem de embalagens de cimento

Lei aprovada pelos vereadores cria programa de reciclagem de embalagens de cimento

Com a  aprovação, na terça-feira, dia 05, do Projeto de Lei que visa a criação do “Programa Municipal de Reciclagem Ambiental do papel Kraft”, das embalagens de sacos de cimento e similares, o município recebeu um certificado “verde”, pela iniciativa, pioneira no país, de recolher esse material que iria para o lixo, junto com todos os restos de cimento.

Além dos sacos de cimento, o programa irá receber, em eco pontos distribuídos pelo município, as embalagens de argamassa, cal, gesso entre outras.

A lei, assinada por todos os vereadores, é justificada pelo dano ambiental causado por materiais de construção com seu descarte incorreto que, ao ser descartado causa irreversível dano ambiental. Em Jarinu, em sete lojas de materiais para construção, são vendidos cerca de 16.000 sacos destes produtos a cada mês.

Após o encerramento da sessão, o presidente da Câmara, vereador Roberto Antonucci (Patriotas), franqueou a palavra aos responsáveis pelo recolhimento do material que o programa arrecadar.

O primeiro a falar foi Gilberto Atalla, presidente da Associação dos Moradores da Estância Weekend, de Jarinu. O munícipe agradeceu os vereadores e ao secretário de Agricultura e Meio Ambiente, por terem acolhido “e abraçado” a ideia que trouxe para Jarinu. Atalla festejou a aprovação da lei, afirmando acreditar que a ação irá proporcionar “uma qualidade de vida maior aos nossos moradores”.

Em seguida, Felipe Marcon, proprietário da startup responsável pelo recolhimento das embalagens nos eco pontos e em seu processamento, que garantirá a retirada de 98% dos resíduos, garantindo a reutilização do papel,  também falou da importância ambiental da ação e, em seguida, certificou os vereadores.


Publicado em: 08 de dezembro de 2017

Cadastre-se e receba notícias em seu email

Compartilhe

Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter